Nesta página, estou construindo um glossário dos termos utilizados em Administração, T&D e Comunicação Oral.

Colabore com esse serviço, enviando-me suas sugestões.

Selecione uma letra para ver o glossário

  • ABNT (Associação Brasileira de Normas Técnicas)

    é a organização de normas nacionais do Brasil. É membro da ISO.

  • ABTD (Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento)

    é a entidade que reúne os profissionais da área de T&D.

  • Andragogia

    é um neologismo, querendo se referir ao estudo dos princípios e das técnicas didáticas de educação de adultos. Compare: Pedagogia

  • Anfitrião

    é aquele que recebe os convidados; dono da casa; em eventos organizacionais, é, quase sempre, a autoridade maior da empresa, presente ao encontro. (NUNES, 1999, p. 139)

  • APO (Administração por Objetivos)

    Veja: GPO

  • Atril

    é uma espécie de estante em plano inclinado, onde se põe papel ou livro aberto para se ler comodamente; leitoril. (FERREIRA, 1999)

  • Brainstorming

    é uma técnica administrativa para geração de ideias. Consiste num encontro de pessoas que são estimuladas a pensar em alternativas de solução de um problema ou ações para uma situação desejada

  • Briefing

    é um resumo de informações, das quais surgirão propostas de ação. (NUNES, 1999, p. 139)

  • Califasia

    é a arte da dição expressiva para se interpretar um trecho falado ou cantado. (FERREIRA, 1999) (“cali” = belo)

  • CEO

    (Chief Executive Officer) é uma expressão inglesa para designar o cargo da pessoa que ocupa a mais alta posição hierárquica na organização: Presidente, Vice-Presidente, Diretor Executivo etc., dependendo da terminologia adotada em cada empresa.

  • Cerimonial

    é o conjunto de regras que orientam as cerimônias civis, militares ou religiosas. (NUNES, 1999, p. 139)

  • Delegação

    é a atribuição de responsabilidade e autoridade a um nível hierárquico inferior (delegado), para que este execute determinada tarefa (delegada), a qual compete ao nível hierárquico superior (delegante). Compare: Empowerment

  • Demanda

    é procura. Envolve os pedidos, explícitos ou implícitos, das pessoas.

  • Desenvolvimento

    está dirigido ao crescimento da pessoa, de modo que possa exercer outras tarefas. Visa capacitar as pessoas para assumirem novas e futuras posições na carreira. Compare: T&D , Treinamento.

  • Dicção

    ou dição  é a arte de dizer, recitar, falar, com articulação e modulação apropriadas. (FERREIRA, 1999).

  • Diplomacia

    é o ramo da administração pública encarregado das relações de um governo perante Estados e governos estrangeiros. Significa, também, habilidade no trato de questões delicadas, polidez. (NUNES, 1999, p. 139).

  • Discurso

    é  1. Peça oratória proferida em público ou escrita como se tivesse de o ser. 2. Exposição metódica sobre certo assunto; arrazoado.(FERREIRA, 1999).

  • Downsizing

    é o enxugamento estrutural dos níveis hierárquicos de uma organização, objetivando agilização na tomada de decisão e redução de custos.

  • Eloquência

    é 1. Capacidade de falar e exprimir-se com facilidade. 2. A arte e o talento de persuadir, convencer, deleitar ou comover por meio da palavra. (FERREIRA, 1999)

  • Empowerment

    (autorização, “empodereiramento”) é a horizontalização do poder; é o poder decisório descentralizado. É a atribuição de competência decisória para os níveis hierárquicos mais próximos aos clientes externos. Compare: Delegação.

  • Etiqueta

    é a formalidade no trato social. Pressupõe urbanidade e respeito no trato entre pessoas, tanto no contato social, quanto no envolvimento profissional. (NUNES, 1999, p. 139).

  • Evento

    é o acontecimento de cunho social, profissional ou religioso que envolve pessoas ligadas a interesses comuns. (NUNES, 1999, p. 139).

  • Feedback

    é  realimentação, retroalimentação, retrocarga, regeneração (HOUAISS, 1982).  No processo de desenvolvimento da competência interpessoal, feedback é um processo de ajuda para mudança de comportamento; é comunicação a uma pessoa, ou grupo, no sentido de fornecer-lhe informações sobre como sua atuação está afetando outras pessoas. (MOSCOVICI, 1985, p. 41).

  • GPO

    (Gerência por Objetivos) ou APO (Administração por Objetivos) é o “conjunto formal de procedimentos que estabelecem e reveem o progresso da direção de objetivos comuns aos administradores e subordinados.”(*),p.514.

    (*) STONER, James A. F. e FREEMAN, R. Edward. Administração. Tradução por Alves Calado. Rio de Janeiro: Prentice-Hall do Brasil, 1985. Tradução de: Management - 1982.

  • Headhunter

    (“caçador de cabeças”) é a pessoa (física ou jurídica) que procura profissionais no mercado de trabalho. É um tipo de consultoria especializada em identificar, avaliar e recomendar executivos e mão-de-obra estratégica.

  • ISO

    (International Organization of Standardization - Organização Internacional de Normalização) é uma federação (não governamental) mundial de organizações de normas nacionais de 90 países, uma de cada país. Está sediada na Suíça e foi estabelecida em 23/02/1947. A organização membro da ISO, pelo Brasil, é a ABNT.

  • ISO 9000

    é o conjunto de normas internacionais, que fornecem critérios para a avaliação de procedimentos de garantia da qualidade e gestão da qualidade em uma organização e entre a organização e seus clientes, ou público. Essas normas se subdividem em ISO 9000 (guia de diretrizes), ISO 9001 (modelo de conformidade para projeto, desenvolvimento, produção e instalação), ISO 9002 (para produção e instalação), ISO 9003 (para inspeção e testes finais) e ISO 9004 (guia de dicas de gestão). A expressão “família ISO 9000″ engloba, além das normas citadas (série ISO 9000), a ISO 8402 (terminologia), a série ISO 10000 (auditorias, equipamentos de medição e Manual da Qualidade) e a ISO 14001 (para meio ambiente). Veja: QS 9000.

  • Jargão

    é gíria profissional. (FERREIRA, 1999).

  • Kaizen

    (aprimoramento contínuo) é uma palavra japonesa que expressa uma filosofia: a vontade de melhorar na vida em todos os sentidos. Diversas ferramentas podem ser usadas para esse fim: sistema de sugestões, automação, robótica, TQC, CCQ, TPM, kanban, just-in-time etc.

  • Leitoril

    - Veja atril.

  • LNT

    (Levantamento de Necessidades de Treinamento) é o conjunto de procedimentos que visam identificar as demandas  que possam ser atendidas com atividades de T&D. Veja um exemplo na minha monografia: “Contribuição ao estudo de T&D de pessoas …”

  • Locutor

    é o profissional encarregado de ler textos, de irradiar ou apresentar programas ao microfone das estações radioemissoras ou televisoras. (FERREIRA, 1999).

  • Locutório

    é o compartimento separado por grades, donde falam as pessoas recolhidas em conventos, prisões etc. com as de fora que as procuram. (FERREIRA, 1999).

  • MBA

    (Master of Business in Administration) ou “Mestrado em Administração de Negócios” é um curso de pós-graduação voltado para a área empresarial. Nos EUA, exige-se dedicação integral aos estudos, enquanto, no Brasil, é possível conciliar com os horários de trabalho.

  • Mesa Diretiva

    é, em reuniões, a mesa onde se localizam as autoridades responsáveis pelo evento e os convidados mais importantes. (NUNES, 1999, p. 140).

  • Mestre-de-cerimônias

    é a pessoa que apresenta e dirige um encontro, mantendo o assunto dentro da pauta. (NUNES, 1999, p. 140).

  • Off

    é Interrupção, quebra de continuidade. Numa entrevista, significa dizer que não é para publicar (escrito ou falado) o que está sendo dito em off.

  • Oratória

    é a arte de falar ao público. (FERREIRA, 1999).

  • Palestra

    é 1. Conversação. 2. Conferência ou discussão sobre assunto cultural. (FERREIRA, 1999).

  • Palestrador ou palestrante

    é aquele que palestra. (FERREIRA, 1999). Não existe a palavra “palestrista”.

  • Palestrita

    é frequentador de palestra. (FERREIRA, 1999).

  • Parlatório

    é 1. Locutório. 2. Conversa. 3. Falatório. 4. Balcão, em edifício público, onde se apresentam autoridades. (FERREIRA, 1999).

  • Pedagogia

    é o “conjunto de doutrinas, princípios e métodos de educação e instrução que tendem a um objetivo prático.” (*) Em T&D, emprega-se esse termo como sendo aplicado à educação de crianças e adolescentes. Compare: Andragogia.
    (*) FERREIRA, Aurélio Buarque de Holanda. Novo Aurélio Século XXI: o dicionário da língua portuguesa. 3a. ed. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1999.

  • Precedência

    é antecedência no tempo, na ordem ou no lugar. A formação da ordem de precedência é uma das partes mais importantes do Cerimonial. (NUNES, 1999, p. 140).

  • Press kit

    é  o conjunto de informações dirigido à imprensa. (NUNES, 1999, p. 140).

  • Press release

    -  Veja release.

  • Protocolo

    é, em relação ao Cerimonial, o que determina os lugares na estrutura política e administrativa em um evento. (NUNES, 1999, p. 140).

  • Púlpito

    é tribuna para pregadores, nos templos religiosos. (FERREIRA, 1999).

  • QS 9000

    (Quality System Requirements) é uma norma baseada na ISO 9000 e inclui exigências específicas das três montadoras americanas de automóveis (Ford, GM e Chrysler) em relação aos seus fornecedores. Compare: ISO 9000.

  • Qualidade Total

    é uma filosofia administrativa e prática gerencial focada na satisfação das necessidades dos clientes (externos e internos).

  • Release ou press release

    é um comunicado (documento, texto etc.) que se elabora e se publica para fins de divulgação de informações. (HOUAISS, 1982).

  • Retórica

    “No sentido original, a retórica inclui qualquer discurso ou texto escrito eficaz. Modernamente, a retórica implica uma tentativa de persuadir por meio de palavras, faladas ou escritas.” (WEISS, 1991, p. 28).

    1. Eloquência; oratória. 2. Estudo do uso persuasivo da linguagem, em especial para o treinamento de oradores. [Tradicionalmente cinco são as partes do estudo retórico: (a) descoberta de argumentos; (b) arranjo das ideias; (c) descoberta da expressão apropriada para cada ideia; (d) memorização do discurso; e (e) apresentação oral do discurso para uma audiência. (FERREIRA, 1999).

  • Script

    é roteiro, texto (de peça teatral, radiofônica etc.).

  • Share of mind

    - literalmente, seria parte da memória, cota de recordação. Pode ser entendido como um indicador de quanto se é lembrado.

  • Sine qua non

    é imprescindível; sem a qual não é possível; indispensável.

  • T&D

    (Treinamento e Desenvolvimento) designa a área da empresa, que é responsável pelas atividades de treinamento e desenvolvimento de pessoas. Pode se referir, também, à atividade educacional que tanto enfatiza a tarefa quanto a pessoa que vai executá-la, buscando um aprimoramento no resultado final dessa execução. Veja: Desenvolvimento.

  • Target

    é alvo, mira, meta, objetivo. (HOUAISS, 1982).

  • Tête-à-tête

    “Tête”, em francês, significa cabeça. A tradução “cabeça-com-cabeça” quer significar frente-a-frente, ou seja, estar juntos fisicamente.

  • TPM (Total Productive Maintenance)

    (Manutenção Produtiva Total)  “é uma técnica que visa o aumento da produtividade e da flexibilidade do processo produtivo. É uma forma de gerenciamento que transforma os modelos tradicionais de administração e busca a eliminação contínua das perdas, obtendo assim uma evolução permanente da estrutura empresarial pelo constante aperfeiçoamento das pessoas, dos meios de produção e da qualidade dos produtos e serviços.”(*)
    (*) UBQ

  • Treinamento

    está voltado para o condicionamento da pessoa para a execução de tarefas. Sendo assim, a tarefa deve ser muito bem definida, antes de se iniciar uma atividade de treinamento. O treinamento visa melhorar o desempenho das pessoas em uma tarefa específica. Compare: Desenvolvimento.

  • Tribuna

    é 1. Lugar elevado de onde falam os oradores. 2. Lugar reservado para autoridades e pessoas importantes por ocasião de reunião pública. (FERREIRA, 1999). Compare: Púlpito.

  • Workshop

    palavra inglesa que significa oficina, ou seja, o lugar onde se exerce um ofício (trabalho, arte, função ou profissão). Em treinamento empresarial, é uma atividade educacional em que o Facilitador de Aprendizagem, além de fornecer os insumos teóricos necessários, ajuda o grupo na elaboração de um projeto, produto ou serviço.